Material escolar: o que é permitido e o que não? Dicas!

Na hora de realizar a compra de material escolar para o ano letivo há uma grande dúvida de como funciona a lista de material escolar, principalmente do que pode e do que não pode ser comprado, do que é considerado abuso e do que realmente é necessário.

Há várias listas que você pode encontrar na internet, até mesmo o Procon divulga uma lista específica para que os responsáveis não se percam na hora de comprar, além de que alguns colégios também possuem uma lista específica.

Mas como já foi dito, é preciso saber bem ao certo o que pode ou o que não é necessário de estar presente na hora da compra. Veja abaixo.

Materiais escolares proibidos

Materiais escolares proibidos

O Procon não permite a compra de produtos de limpeza ou de higiene, além daqueles classificados como administrativos ou até mesmo remédios. Veja abaixo o que NÃO precisa comprar:

  • Álcool; 
  • Algodão; 
  • Sabonetes;
  • Papel Higiênico; 
  • Papel Ofício; 
  • Grampeador; 
  • Piloto de lousa; 
  • Pratos descartáveis;
  • Detergente; 
  • Outros.

Outra coisa que é importante prestar atenção na hora da compra é que não é permitido e muito menos necessário que seja comprado produtos de uma marca específica, ou locais sugeridos, os responsáveis podem comprar a marca e o local que bem entenderem. 

O que é permitido

Na hora de fazer a lista dos materiais que são permitidos, a instituição deve listar somente os materiais que serão utilizados durante o período escolar. Veja abaixo quais são os itens mais comumente exigidos para o ensino maternal, por exemplo:

  • Massa de modelar; 
  • Pincel; 
  • Tubo de cola;
  • Lápis de cor; 
  • Livro de desenho; 
  • Outros.

Já para crianças maiores geralmente é solicitado:

  • Lápis; 
  • Caneta; 
  • Apontador; 
  • Tesoura sem ponta; 
  • Tinta guache; 
  • Pincel 
  • Revistas para recorte; 
  • Algum livro de história infantil específico.

Além de você saber agora o que pode e também o que não pode ser comprado na hora de finalizar a compra de material escolar, é preciso também saber mais sobre dicas para economizar dinheiro.

Dicas para economizar dinheiro na compra de material escolar

1 – Reaproveite

Muitos materiais podem ser utilizados novamente, principalmente aqueles considerados mais caros, como é o caso de lápis de cor, penal, mochilas e até mesmo os cadernos que não foram inteiramente utilizados no colégio.

Dessa forma, dá pra comprar somente aquilo que realmente há necessidade, por exemplo, lápis, grafite, canetas, cola e itens que acabam com mais facilidade. Não é o caso por exemplo de borrachas, estojo, pastas e muitos itens que são facilmente utilizados.

2 – Não leve a criança na hora da compra

Uma dica que faz a diferença na hora dos responsáveis irem às compras é a de não levar a criança na hora da compra. Esse é conhecido como um dos maiores erros, principalmente porque geralmente o pequeno vai desejar os itens mais caros, com maior valor aquisitivo, com desenhos específicos, além de marcas que costumam custar o dobro. Dessa forma, vá e leve uma lista com o que é preciso e lembre-se de não se empolgar, do contrário, acabará gastando muito mais do que o previsto e planejado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *