Jovem Aprendiz Senai: Como se inscrever? Veja aqui

O programa Jovem Aprendiz Senai ocorre nas diversas sedes da empresa no Brasil. É destinado a jovens que querem iniciar sua carreira profissional e estão em busca de uma oportunidade. Descubra o que você deve fazer para se tornar um Jovem Aprendiz Senai.

Criado pelo presidente Getúlio Vargas no ano de 1942, o SENAI (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial) oferece cursos de capacitação profissional. Atuar como aprendiz na empresa pode ser sua chance de descobrir mais sobre determinada profissão.

Como funciona o Jovem Aprendiz Senai

A Lei de Aprendizagem determina que empresas de médio e grande porte devem ter de 5% a 15% do seu quadro de funcionários composto por Jovens Aprendizes.

Diferente de outros programas de aprendizes, o Jovem Aprendiz Senai tem como objetivo realizar a conexão entre o jovem, que deseja começar sua vida profissional, e a empresa, que está em busca de um aprendiz.

Então, ao ser selecionado pelo Senai, o adolescente ou jovem tem a oportunidade de fazer cursos e aprender um pouco da parte teórica de determinado serviço. As empresas parceiras do Senai é que realizam a contratação do aprendiz para que possa colocar em prática aquilo que estudou.

Apesar disso, mesmo quem já ingressou em alguma empresa como Jovem Aprendiz também poderá atuar no programa do Senai. O mais importante é que a empresa em questão seja parceira do Senai e envie uma carta de indicação.

Assim, a parte teórica do programa de aprendizagem – prevista na Lei 10.097/2000 – pode ser realizada no Senai, através dos muitos cursos que são oferecidos, de forma totalmente gratuita.

O programa Jovem Aprendiz Senai pode durar por até 2 anos, desde que o adolescente/jovem ainda não tenha atingido a idade máxima para participar.

Quando o jovem é encaminhado por alguma empresa parceira, poderá escolher entre um dos cursos oferecidos pelo Senai nas seguintes áreas:

  • Alimentação;

  • Bebidas;

  • Automóveis;

  • Eletrônica;

  • Administrativa;

  • Mecânica;

  • Vestuário;

  • Construção Civil;

  • Tecnologia;

  • Dentre outros.

Para facilitar a escolha, assim que o candidato é encaminhado ao Jovem Aprendiz Senai, a empresa pré-seleciona três opções de cursos, que estão diretamente relacionados à função desempenhada como aprendiz.

Quem pode se inscrever?

Podem se inscrever como aprendizes todos os adolescentes ou jovens que cumpram os seguintes requisitos:

  • Ter entre 14 e 24 anos de idade;

  • Não possuir nenhum registro na carteira de trabalho;

  • Estar matriculado no ensino médio ou ter comprovação da conclusão do segundo grau;

  • Renda familiar máxima de 1 salário mínimo nacional;

  • Não estar matriculado em instituição de ensino superior.

Vale comentar que o Jovem Aprendiz Senai também oferece oportunidades para pessoas com deficiência e acredita na importância da inclusão. Neste caso não há restrição de idade para se inscrever no programa, porém, é preciso cumprir os demais requisitos para ter direito a um dos cursos.

Como se inscrever?

Existem duas formas de se inscrever no programa de aprendizagem do Senai. A primeira é através de indicação de uma empresa parceira. Com a carta em mãos, o jovem deverá se encaminhar a uma das unidades de sua cidade e se matricular em um dos cursos disponíveis ou indicados pela indústria.

A segunda opção é através do Cadastro de Candidatos a Aprendizes. Nada mais é do que um banco de talentos de jovens, montado pelo Senai, que irá ajudar o jovem ou adolescente a encontrar uma primeira oportunidade de emprego.

Após realizar sua candidatura, é necessário fazer alguns testes, para o Senai entender o perfil do candidato.

Em seguida, você é adicionado ao Cadastro de Aprendizes, que será encaminhado às indústrias parceiras. Se selecionado, é informado e convidado a realizar um dos cursos destinados ao Jovem Aprendiz Senai.

Benefícios e remuneração

Assim que ingressa em um programa de aprendizagem de uma empresa parceira do Senai, o Jovem Aprendiz tem direito a receber não apenas um salário compatível com a profissão como também benefícios.

No caso do Jovem Aprendiz Senai você tem direito a:

  • Remuneração equivalente ao valor do salário mínimo nacional;

  • FGTS;

  • INSS;

  • Curso de capacitação profissional;

  • Vale-refeição;

  • Vale-transporte;

  • Assistência médica;

  • Assistência odontológica;

  • Acompanhamento profissional;

  • 13º salário.

Como a contratação como aprendiz é feita pelas indústrias parceiras, passado os dois anos de duração do programa, há a possibilidade de ser efetivado. Então, é indicado aproveitar ao máximo a oportunidade, para crescer profissionalmente dentro da empresa.

Conclusão

Apesar de não existir um programa Jovem Aprendiz Senai próprio da empresa, fazer os cursos oferecidos pelo Serviço Nacional de Aprendizagem de forma gratuita é uma chance de crescer profissionalmente e quem sabe continuar atuando na mesma indústria em que deu início ao Jovem Aprendiz.

Com isso, caso já esteja trabalhando em uma indústria parceira, solicite uma indicação para realizar um dos cursos do Senai. Se ainda está em busca de um emprego como Jovem Aprendiz, aproveite para se cadastrar diretamente no Senai. Quem sabe não está ali a sua primeira chance no mercado de trabalho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *